Pages

quinta-feira, 17 de abril de 2014

POR QUE É NECESSÁRIO ALGUÉM AO NOSSO LADO?

Por que eu necessito de uma pessoa na minha vida? Por acaso não tenho eu Deus na minha vida?! Para que preciso de alguém em quem confiar por acaso não tenho eu Deus para compartilhar minhas ideias e sentimentos. Para que eu preciso de um amigo para estar ao meu lado? Deus já é nosso melhor amigo! Mas por que necessito ser vista ser respeitada e amada pelas as pessoas?! Deus já não faz tudo isso por mim, horando me, com suas fieis palavras?!


Não e bom que venhamos pensar dessa maneira pois Deus tem o melhor para a sua e a nossa vida, só que precisarmos nos abrir mais para Deus, nos torna amigos de Deus, poisDeus já sabendo e conhecendo o nosso coração e nossas necessidades, viu isto deis do principio da criação do homem, que o homem não poderia estar sozinho; “Então disse o Senhor não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma ajudadouro que lhe seja indònea” gênesis 2.18.


Nos momentos mais difíceis da nossa vida, pensamos que estamos sozinhos, que Deus criou té, para estar sempre sozinho, pois ninguém e seu amigo de verdade, que todos querem apenas o que você pode oferecer ou estão ao seu lado por que precisam de você...
Mas quando Jesus Cristo’ veio a terra em carne e osso, teve amigos também, os quais chamaram de família; “Mateus 12.46-50. E os fizeram de discipulados... Mesmo sendo eles seus discípulos, eles os traíram, o rejeitaram, negaram ser conhecedor da sua presença.. Coisas de entristecer qualquer coração, mas sabendo Ele (Jesus Cristo) a missão enorme que o seu PAI tinha preparado para si aqui na terra, suportou tudo isso, e mais além do que realmente imaginamos ser seu sofrimento, até a cruz, para que hoje venhamos ser chamados de filhos de Deus e ter a vida eterna, , Se nós apenas nós arrependemos e confessarmos como único e verdadeiro salvador.


Deus se preocupa sim com sua vida a qui na terra, de maneira que possamos desfrutar de uma vida saudável, no qual você não venha estar com sua mente e seu corpo em pecado, trazendo assim paz para sua alma. Precisamos sim, de alguém ao nosso lado(Seja amigos, família ou uma vida amorosa com uma pessoa, da maneira certa e lógico) E claro que não podemos esquecer que Deus tem que vir em primeiro lugar em sua vida, mas amar a nós mesmo e também aprender que precisamos de ajuda, e não que só devemos a obrigação de oferecer ajuda, pois para amar alguém, você também precisa aprender a se amar primeiro.


Postado Por Claudia Fernanda.

terça-feira, 11 de março de 2014

Jesus!

(J)usto
(E)terno
(S)soberano 
(U)nico
(S)alvador

Apaixonar não é amar!

Entenda, “colega” não é “amigo”, “achar bonito” não é “gostar”, ser “apaixonado” não é “amar”, “melhores amigos” não são “namorados”, “contar seus problemas” não é “drama”!
No deserto de sonhos murchos e coração ferido.. Se você se sente atado em seu próprio deserto espiritual, não fique surpreso se Deus disser: “Por que você não atira ao chão a vara das suas últimas forças e entrega tudo a mim? Afinal, você não pode fazer isso por si mesmo, então o que tem a perder? Ouse confiar em MIM..

As vezes parece que Deus se esconde justamente com o intuito de ser achado!


sábado, 1 de março de 2014

Graça



Sei que esse assunto é batido. Existe muita gente atualmente falando sobre graça, mas poucos falando da graça proveniente da Cruz de Cristo. Basicamente, percebo três tipos de graça sendo pregada: A graça sem ser de graça, a graça que não tem graça e a graça que é de graça.

A graça sem ser de graça é aquela que precisa passar pelo campo da meritocracia, ou seja, para que a graça opere em nós é necessário conquistarmos a admiração de Deus, comovê-lo em favor das nossas ações e convencê-lo por meio de comportamento para merecermos possui-la. O foco central desse tipo de graça é a ação humana em favor de si e a suposta aceitação condicional de Deus.
O método mais pregado e mais em prática é pelo esforço braçal desempenhado. Ou seja, para esse tipo teológico, a graça é sim uma coisa plena e completa que salva e restaura, mas tem seu preço: O alinhamento moral e ético como exclusivo meio para obtenção da salvação. Basicamente, sustenta a afirmação de que Deus só sustenta e cerca com bênçãos aqueles que  fazem por merecer devido a conduta. Normalmente, as comunidades que pregam essa graça usam frases cheias de conjunções do tipo: “Jesus nos salvou na cruz, MAS…”, “Você já é salvo, ENTRETANTO…”, “Deus é amor, PORÉM…”. Essas  asserções, subestimam o poder salvador da cruz e ignoram a salvação gratuita da morte de Jesus que substituiu o pecado. Estão sempre dizendo: “Façam tal coisa e Deus lhes dá outra.” Estampam que a Cruz não serviu de nada. Essa é a ideia central dos adeptos a graça sem ser de graça.

 A graça que não tem graça é oposta a acima, é aquela que gera um descanso improdutivo, cai na correnteza do comodismo, nas garras da ociosidade. É a vida que não tem dinâmica. É o cristão telespectador do mundo.
Certa vez ouvi um pregador famoso na internet dizer que “Jesus nos proíbe de fazer pedido durante qualquer oração, pois devemos viver pela graça”. Isso além de ser uma incoerência bíblica é também uma apologia à “vagabundagem espiritual”. Sugere o tempo todo uma graça irresponsável, que não precisa se comprometer com o evangelho e chega até a levantar a bandeira do universalismo, ou seja, que todos os caminhos, independentemente de qualquer doutrina e religião levam a Deus. É uma ideia equivocada de que o inferno está vazio. Essa graça é uma graça mentirosa, pois nos sugere que para que Deus habite em nós não precisamos nos afastar das injustiças, das armadilhas de si mesmo, da falta de amor ao próximo e que Deus se nega a punir aqueles que não aceitam a nova vida que ele propõe. É a diminuição dos  efeitos tenebrosos do pecado em oposição da prerrogativa do amor infinito de Deus. É a representação de um Deus que não tem controle do mundo. Deus é caracterizado como aquele pai que negligencia a sua ira e disciplina com o perdão ao filho a titulo do amor. Isso também é uma graça mentirosa! É verdade que Deus se esquece das nossas transgressões, mas isso não alivia a nossas consequências. Deus não é um varredor de problemas para debaixo do tapete.

Contudo, A graça que é de graça provém principalmente da ideia de Metanóia - palavra grega que significa “mudança de mente” – e nos sugere um ligamento eterno com Deus aqui agora e no porvir. Uma graça que nos coloca no chão e nos faz depender de Deus para sobreviver, sem querer “atuar para ser”, sem colocar a salvação como conquista, mas entender que a GRAÇA - que não custou nada, a nós pelo menos - já está conosco, e que não precisamos mais desempenhar um papel religioso, ético, moral, para que ela seja verdade em nós. É entender os limites de quem somos para que Deus assuma a direção da nossa vida. É desligar se de si e dos seus desejos para viver o dia após dia com o sopro da direção Dele. É não esperar a provisão dele para começar a percebê-lo. É não depender do milagre para crer. É a graça que nos resgata da ideia satânica de que eu posso conhecer Deus e ser como ele.  É se render a dependência Dele de forma integral.

A graça que é de graça é um descanso eterno. Não se preocupar com o que haverá de comer, não acumula, não se conquista, não se merece, não precisa de complemento, mas é a vida de Deus em nós de forma imediata, de forma que nos faz querer ser pessoas novas, que não aceita desculpas como: falta de tempo, de dinheiro, de condições, mas que acredita na morte diária para nós mesmo e na vida pela crescente pela fé Nele. A graça que é de graça não custa, não dói, não precisa de sacrifício, não esbarra em lei, não se compra,não é pesada, não se vende, não está em nenhuma instituição, nem com nenhuma pessoa,ainda que essa desenvolva uma papel de líder, não é garantia de sucesso, não se acaba, não engana, não mata, mas traz vida.

A graça que é de graça nasceu no coração de Deus e se fez e faz realidade na Cruz todos os dias, todos os minutos. E você? vai continuar querendo a graça por mérito ou vai reconhecer a sua inutilidade e aceitar a soberania de Deus em você? Pegue, é de graça.

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...